Timber by EMSIEN-3 LTD
Jornal de Toledo

Jornal de Toledo

Os trabalhos realizados pelo Conselho Comunitário da Vila C, em Foz do Iguaçu, foram suspensos nesta sexta-feira (20), por um período indeterminado. A justificativa é que o Centro precisa se adequar às normas estabelecidas pelos bombeiros e também pela Vigilância Sanitária municipal.

O Centro, que funciona com recursos repassados por meio de um convênio com a Itaipu Binacional, também aguarda a renovação do contrato, para continuar funcionando normalmente. Os recursos repassados pela Binacional são primordiais para manter a folha de pagamento dos funcionários, em dia. Além dos funcionários, o Conselho conta com o apoio de voluntários, que auxiliam na prestação dos serviços.

De acordo com o presidente do Conselho, José Antônio Guimarães, o projeto arquitetônico do espaço onde são realizadas as atividades já foi refeito e apresentado ao Corpo de Bombeiros. Agora, os moradores aguardam um retorno para se adequar às normas e conseguir, o quanto antes, uma liberação, nem que seja provisória.

Sem essas liberações – dos Bombeiros e da Vigilância Sanitária – fica mais difícil para que o Conselho consiga apoio em projetos para atender a população da região. Atualmente, por exemplo, só nas aulas de balé, vinham sendo atendidas 188 crianças. Muitas delas participando de apresentações e conquistando reconhecimento em concursos realizado na cidade.

Comentário

A venda de vale gás está proibida no Paraná há quatro meses. A lei, aprovada na Assembleia Legislativa e sancionada pelo ex-governador Beto Richa, não vem sendo respeitada por supermercados e outros tipos de comércio em várias cidades do Estado. Em Toledo, não é diferente. O ticket é comercializado irregularmente, e a presidente do Sinegás (o Sindicato das Empresas de Atacado e Varejo de Gás Liquefeito de Petróleo), Sandra Ruiz, tem feito denúncias para combater essa venda ilegal.

Este será um dos assuntos em discussão no encontro que o sindicato promove nesta sexta-feira (20), a partir das 14 horas, com os donos e gerentes de 62 revendas de Toledo, que vendem aproximadamente 20 mil botijões de gás de 13 quilos por mês. Ainda durante o encontro, que será realizado na Prefeitura, será debatida a atuação de revendedores clandestinos na cidade.

Segundo o Sinegás, esse ainda é um grande problema porque os consumidores correm o risco de levar pra casa botijões fora dos padrões de segurança, que podem causar acidentes sérios, como explosões. Além disso, a pessoa pode comprar o produto adulterado, com peso menor ou até mesmo com mistura de água. A venda irregular do produto preocupa o Sinegás, que tem recebido denúncias e encaminhado para a Polícia e para os órgãos de fiscalização, como a ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Outro tema que será abordado é sobre as normas para o transporte e entrega dos botijões, em vigor há 3 anos. De acordo com a presidente da entidade, as novas normas, além de servir para a prevenção de acidentes, também ajudam a impedir a clandestinidade. Entre as principais regras estão, segundo Sandra Ruiz, os botijões que só podem ser transportados em caminhões e caminhonetes abertas e o veículo precisa ter proteção lateral e traseira com fixação da carga por fitas ou correntes; as motos só poderão levar os botijões se usar um compartimento com uma roda a mais ao lado do veículo ou pequenos reboques. Os botijões precisam estar de pé e nunca deitados, para a identificação do revendedor legal de gás e a nova norma ainda obriga os veículos e revendas a exibirem a razão social da empresa e o número da autorização da ANP.

Projetada no programa ‘Fama’, da Rede Globo, depois de emplacar o sucesso ‘Você’, de Roberto e Erasmo Carlos, a cantora Marina Elali se apresenta nesta sexta-feira (20), no Teatro Municipal, a partir das 20 horas. Nesta quarta-feira (18), em visita de cortesia ao prefeito Lúcio de Marchi, a cantora manifestou satisfação em estar em Toledo novamente, cidade que tem um carinho muito especial e vários amigos, e reforçou o convite para que prestigiem o show, pela primeira vez no Teatro Municipal.

Lucio recebeu Elali acompanhado do vice-prefeito Tita Furlan, da secretária de Cultura, Magda Ritter, e do assessor de Comunicação, Victor Beal. A cantora está na cidade acompanhada da banda e a expectativa é de um grande show. Os ingressos estão à venda no Espaço Natural Kahena e outros pontos de venda, além de na internet, no site da okingresos.

Nesta quinta-feira (19), às 14 horas, ela concede Coletiva de Imprensa no Espaço Natural Kahena, localizado na rua Ângelo Donin, 512, Jardim Concórdia, onde vai falar sobre a carreira e projetos futuros.

Comentário

O Palmeiras não mede esforços nem dinheiro para tentar provar que houve interferência externa na arbitragem da final do Campeonato Paulista, vencida pelo Corinthians. A começar pela contratação dos serviços de uma das maiores empresas de investigação privada no mundo.

Com auxílio da Kroll, empresa que tem sede nos Estados Unidos e escritórios em 30 países diferentes, o clube espera reunir provas de que o quinteto de arbitragem recebeu informações de fora – o que é proibido – para rever a decisão de uma marcação de pênalti a seu favor, publica o Globoesporte.com.

Na semana passada, o Palmeiras divulgou imagens nas quais é possível ver o diretor de arbitragem da FPF (Federação Paulista de Futebol), Dionísio Roberto Domingos, aproximar-se duas vezes de um dos árbitros assistentes na linha lateral, enquanto o árbitro principal estava dentro do campo e se mostrava indeciso quanto à própria marcação.

Com base nesse vídeo, o departamento jurídico palmeirense entrou com pedido de instauração de inquérito no TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) paulista. Por isso, o quinteto, o diretor de arbitragem e o delegado daquela partida foram convocados e prestaram depoimento na última terça-feira. A sessão foi acompanhada presencialmente por pelo menos dois funcionários da Kroll, segundo a publicação.

Requerente do processo no TJD-SP, o Palmeiras também investiu na equipe jurídica. Quem representou o clube foi José Luis Oliveira Lima, conhecido como Juca, um dos principais advogados criminalistas do país, em cujo currículo constam atuações para figuras como José Dirceu e J. Hawilla, ex-presidente da Traffic e pivô do escândalo de corrupção na Fifa.

Durante a sessão, além do assistente Daniel Kignel, que integra seu escritório, Juca contou com auxílio de dois advogados que geralmente defendem o Palmeiras: Américo Espallargas e Alexandre Miranda. Além disso, segundo ainda a reportagem do Globoesporte.com, a Kroll é uma das maiores empresas de investigação privada do mundo.

Comentário

Nesta quarta-feira (18) às 20 horas, o Teatro Municipal de Toledo vai receber o espetáculo “Hoje é dia de Rock”, peça baseada no texto de José Vicente que conta a história de uma família mineira que sai do sertão para tentar a vida na cidade grande e tudo muda na vida do casal e dos cinco filhos. Estreou em 17 de novembro pelo Teatro de Comédia do Paraná/Centro Cultural Teatro Guaíra.

Foram criados para o espetáculo mais de 100 peças entre eles figurinos, cenários e adereços. O elenco da peça é formado por atores paranaenses e a preparação musical e vocal são do ator e músico multi-instrumentista Marco França, que também atua na peça.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo valor de R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada) no próprio Teatro. Classificação indicativa de 14 anos. Tem o apoio da Secretaria de Cultura de Toledo, Ministério da Cultura, Governo do Paraná, Secretaria de Estado da Cultura e Centro Cultural Teatro Guaíra e é aprovada pela Lei Rouanet de incentivo à cultura.

Ficha técnica

Texto: José Vicente

Direção, Cenografia e Figurinos: Gabriel Villela

Diretor Assistente: Ivan Andrade

Direção Musical, arranjos e preparação vocal: Marco França

Assistente de figurinos e aderecista: José Rosa

Iluminação: Wagner Correa

Operador de Luz: Marcos Euclides

Fotografia: Vitor Dias

Projeto Gráfico José Vitor Cit

Arranjo de trenzinho Caipira/Desenredo: Ernani Maletta

Elenco: Rosana Stavis, Arthur Faustino, Cesar Mathew, Evandro Santiago, Flávia Imirene, Helena

Tezza, Kauê Persona, Luana Godin, Matheus Gonzáles, Nathan Milléo Gualda, Paulo Henrique dos

Santos, Pedro Inoue, Rodrigo Ferrarini.

Produção: Áldice Lopes, Daniel Militão e Diego Bertazzo.

Produção e Coordenação Executiva: Jorge Schneider e Simone Bönisch (ABABTG).

Comentário

A governadora Cida Borghetti vem a Toledo nesta quinta-feira (19) para confirmar o anúncio feito segunda-feira (16), durante reunião com o secretariado no Palácio Iguaçu, do deputado federal da cidade, Dilceu Sperafico, como noivo chefe da Casa Civil do Governo. Sperafico já iniciou os trabalhos nesta quarta (18) junto da governadora, em Curitiba.

Além dele, o nome do presidente da Cohapar (a Companhia de Habitação do Paraná), Abelardo Lupion, foi confirmado para substituir o ex-titular da Secretaria estadual de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, o ‘Pepe’, que deixou o Governo junto com o irmão Beto Richa, que renunciou ao mandato para se dedicar ao projeto de pré-candidato a senador pelo Estado. O diretor de Regularização Fundiária da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, assume a presidência da empresa.

Durante a reunião, Cida também apresentou a nova secretária da Educação do Estado, Lúcia Cortez, que tomou posse sexta-feira (13) passada e o novo procurador-geral do Estado, o advogado e professor do curso de Direito da UFPR (Universidade Federal do Paraná), Sandro Kosikoski.

A governadora afirmou que um dos objetivos da gestão é ampliar o diálogo com a bancada parlamentar do Paraná em Brasília e também com o governo federal. Para ela, os novos integrantes da equipe reúnem as condições necessárias para essa interlocução.

Cida destacou a experiência e a capacidade técnica de Dilceu Sperafico e Lupion. “Sperafico reúne condições para administrar esta pasta tão importante, que vai dialogar muito com a bancada federal e tratar das ações relativas aos municípios”, destacou a governadora. “Da mesma forma, o Abelardo Lupion também reúne anos de serviço prestado ao Paraná e ao Brasil e a capacidade técnica que o credencia para estar à frente da pasta da Infraestrutura”, declarou.

Continuar avançando

Deputado federal por seis mandatos, Sperafico destacou que uma das primeiras ações à frente da Casa Civil será fazer um levantamento de todos os convênios do Governo do Paraná com a União. Ele também ressaltou que na próxima semana haverá uma reunião com a bancada federal em Brasília, com a participação da governadora. “Vamos detalhar aquilo que será possível fazer em prol do Paraná”, afirmou.

“As expectativas são muito boas. O Paraná fez a lição de casa e, comparado aos demais estados brasileiros, somos privilegiados. Mas não podemos titubear, precisamos ficar atentos para poder continuar avançando”, destacou Sperafico. “Temos muitos projetos em andamento e precisamos fazer com que as obras e projetos do Estado cheguem a todos os paranaenses”, afirmou.

Agenda

A agenda da governadora, nesta quinta a partir das 18h30, no espaço da Feira Shopping em Toledo, prevê ainda, além de apresentação do deputado de Toledo como novo chefe da Casa Civil do Governo, o lançamento das obras de construção do Hemocentro da cidade, da Unidade de Saúde do bairro Vila Nova, a reforma de tres UBS (no Panorama, Coopagro e Centro), e a reforma do colégio estadual Olivo Beal, totalizando investimentos da ordem de R$ 7 milhões.

Como já acontece nos estados de São Paulo, Espírito Santo e Distrito Federal, a emissão de atestados médicos digitais no Paraná pode se tornar uma realidade dentro de dois anos. Esta é a proposta que resultou das investigações da CPI do Atestado Médico, na Assembleia Legislativa, durante cinco meses. Projeto de Lei nesse sentido foi apresentado pelos deputados Anibelli Neto (MDB), Delegado Recalcatti (PSD) e Palozi (PSC), respectivamente, presidente, relator e membro da CPI.

“A tecnologia é a maior aliada hoje para evitar fraudes e falsificações de atestados médicos, conforme concluímos depois de ouvir 20 instituições, empresas privadas e órgãos públicos envolvidos com a questão”, afirmou Recalcatti. “A ideia é fazer com que os documentos sejam transmitidos do consultório médico diretamente para o departamento de pessoal ou de recursos humanos do empregador, com assinatura digital do médico e código de autenticação único”, explicou ele.

O projeto de lei também prevê a emissão obrigatória no Paraná de receituário médico digital, que será impresso e utilizado normalmente em qualquer farmácia. A vantagem será a doção de um código de autenticação próprio que não permita fraudes também nas receitas. “São medidas importantes que não afetam as relações entre médicos e pacientes, já que o sigilo profissional deverá ser respeitado conforme prevê o Código de Ética Médica”, avaliou Recalcatti.

Segundo ainda o texto proposto do projeto de lei, a Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná) deverá desenvolver e implantar o sistema com as condições necessárias para acesso dos profissionais de saúde e população em geral. Esse sistema poderá ainda ser melhorado ao longo do tempo por empresas devidamente credenciadas na Secretaria estadual de Saúde e na Celepar.

A CPI do Atestado Médico ouviu durante cinco meses 23 representantes de 20 instituições ligadas à saúde, como Policia Civil, MP, sindicatos, federações, OAB, operadoras de planos de saúde, Conselhos de Medicina e de Odontologia. Também participaram da CPI os deputados Stephanes Júnior, Felipe Francischini, Mauro Moraes e Cristina Silvestre.

Comentário

O ponteiro Lucas Lóh, de Toledo, encerrou a temporada na Turquia somando mais um objetivo na carreira, ao conquistar o título do campeonato turco nesta segunda-feira (9). O Halkbank ergueu o troféu da competição ao derrotar o Arkas Spor, do também brasileiro João Paulo Bravo, por 3 sets a 1 (25/21, 25/21, 20/25 e 25/19) na quarta partida da série melhor de cinco.

“Esse título tem um valor especial para mim. É o primeiro campeonato que conquisto por um clube fora do Brasil. E junto com isso pude atingir todos os objetivos. Ser campeão da Copa Turca e, agora, do campeonato. Dentro dos treinamentos demonstrei uma evolução muito grande. Para mim foi muito proveitoso sair do Brasil. Cresci muito, aprendi com o time. O sistema é totalmente diferente”, disse o ponteiro brasileiro.

Em cinco meses, Lucas Lóh conquistou os dois títulos colocados em jogo nas quadras turcas. O troféu da Copa da Turquia foi erguido no dia 17 de dezembro passado. Além disso, a equipe garantiu presença na Champions League 2018/2019.

Durante grande parte do campeonato turco, Lucas Lóh liderou as estatísticas na recepção do campeonato turco. Nome presente na convocação para a Liga Mundial do ano passado, quando atuava pelo Funvic Taubaté, Lucas Lóh afirma que não cria expectativas para a atual temporada.

“Tem que merecer para estar lá. Claro que estarei sempre à disposição da seleção brasileira. Mas que isso seja consequência do trabalho”. Por enquanto, o jogador, que tem propostas de dois clubes para retornar ao Brasil, permanece mais uma semana na Turquia cumprindo compromissos com o patrocinador do seu time.

Comentário

O Dia Mundial de Combate ao Câncer, comemorado anualmente no dia 8 de abril, trouxe à tona, no segmento de prevenção e cuidados com a saúde, o alerta de conscientizar a população sobre os cuidados de prevenção da doença, que afeta mais de 15 milhões de pessoas no mundo. Neste cenário, a saúde dos olhos também deve ser levada em consideração. Raro, mas ainda assim perigoso, o câncer de olho reduz a capacidade visual e na maioria dos casos tem como sintomas gerais dor nos olhos e sombras na visão.

Há duas formas mais comuns de tumores primários dos olhos: o Melanoma, que consiste em um tumor maligno que pode atingir desde a pálpebra até a coróide [camada interna responsável pela circulação de sangue e nutrição da retina] e o Retinoblastoma, mais frequente em crianças. Os dois tipos podem acarretar a perda total da visão e, se não tratado a tempo, levar à morte.

Em adultos, a maioria dos tumores oculares é oriunda de outras partes do corpo, como pulmão, mama, próstata, e se espalham pelo organismo por meio da corrente sanguínea, chegando até a região dos olhos, onde as células se instalam e se proliferam. De acordo com o oftalmologista do Hospital da Visão de Toledo, Gláucio Bressanim, a melhor maneira de prevenir a doença é realizar consultas e exames de rotina.

“As chances de detectar os tumores são maiores e de cura também, já que o tratamento da doença em fase inicial é mais eficiente”, recomenda.

Melanoma

Este é um tipo de câncer ocular mais comum em adultos, principalmente nas pessoas com idade entre 45 e 60 anos. Pode acontecer tanto na úvea, parte interna do globo ocular, quanto na área da conjuntiva, a membrana que recobre a parte branca dos olhos e a superfície interna das pálpebras. “Este tipo geralmente não apresenta sintomas nas fases iniciais, e só vai se tornar perceptível pelo paciente geralmente nas fases mais avançadas”, diz o especialista.

O diagnóstico da doença pode ser feito através de exames que mapeiam a retina e a ultrassonografia. “Ainda que não sejam visíveis, o melanoma pode apresentar sintomas de flashes luminosos e acarretar a perda parcial ou total da visão. Até 50% dos casos também podem se disseminar para outros órgãos do corpo, caracterizando a metástase”, alerta.

O tratamento dessa patologia é individualizado e conforme o nível da doença. “Pode ser através de placas radioativas (braquiterapia), termoterapia transpupilar e a remoção do globo ocular, além da quimioterapia e imunoterapia”, orienta Gláucio Bressanim.

O profissional ainda chama a atenção para que o indivíduo não confunda os sinais do câncer com os sinais de envelhecimento. “Por exemplo, podem aparecer manchas nos olhos com o avançar da idade. Então é importante que a pessoa faça exames rotineiros para que não confunda os sintomas da doença com os sinais do envelhecimento. Quanto mais cedo é diagnosticada a doença, mais fácil é de tratar”.

Retinoblastoma

Já o Retinoblastoma consiste de um tumor maligno que pode se manifestar principalmente em criança desde o nascimento até os cinco anos de idade. Ele tem origem a partir das células da retina, a membrana do olho sensível a luz. “Em 25% dos casos pode ter causa hereditária e comprometer os dois olhos”, explica Bressanim.

O sinal mais perceptível da doença é a branquidão da pupila ao tirar uma foto. “Quando a luz do flash da câmera bate nos olhos, a pupila fica branca, este é o reflexo da luz sobre a superfície do tumor”, diz o especialista. Mas, assim como em todos os tipos da doença, o tratamento é mais eficaz quando diagnosticada precocemente.

“A obrigatoriedade do teste do olhinho ainda na maternidade trouxe grande avanço no diagnóstico precoce da doença. O pediatra deve recomendar o exame de fundo de olho para o diagnóstico definitivo”, comenta o oftalmologista. Dentre os tipos de tratamentos está a terapia local com laser, em casos de tumores menores. Já os tumores maiores são geralmente tratados a partir da braquiterapia, quimioterapia e até mesmo a remoção do globo ocular.

Hospital da Visão de Toledo

O HVT (Hospital da Visão de Toledo) oferece atendimento em oftalmologia geral, clínico e cirúrgico, com ênfase em cirurgia do segmento anterior, como catarata, e alguns procedimentos do segmento posterior do olho, como aplicações de medicamentos e fotocoagulação a laser. A unidade médica conta com três oftalmologistas independentes e atende de forma particular e por meio de convênios, como UNIMED, SerPrati e o Sinam (Sistema Nacional de Atendimento Médico).

O oftalmologista Gláucio Bressanim é graduado em Medicina pela UEL (Universidade Estadual de Londrina), onde também fez residência entre 2004 e 2007. É especialista em inflamação intraocular (Uveíte) pela Escola Paulista de Medicina (da Unifesp) e em Retina e Vítreo pela USP (Universidade de São Paulo). Atua no Instituto da Visão de Cascavel desde 2009 e, desde 2011, também no Hospital da Visão de Toledo.

Comentário

O STF (Supremo Tribunal Federal) rejeitou por 6 votos a 5 o pedido de habeas corpus preventivo da defesa do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva contra a prisão imediata a réus condenados em segunda instância, como foi o caso de Lula, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão em decisão unânime do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª. Região).

Votaram contra a concessão do habeas corpus o relator do caso, Edson Fachin e os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Cármen Lúcia. Votaram a favor Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Celso de Mello.

O julgamento começou no último dia 22, com as manifestações da defesa e do Ministério Público Federal, responsável pela acusação. Nesta quarta, começou a etapa de votos dos ministros. A tese defendida pelos advogados de Lula é a de que, segundo a Constituição, "ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória". Por isso, argumentam que Lula não pode ser preso em razão da decisão do TRF-4, um tribunal de segunda instância, porque entendem que a prisão só pode ser executada após o esgotamento de todos os recursos em todas as instâncias da Justiça – incluindo a terceira (o Superior Tribunal de Justiça, STJ) e a quarta (o próprio STF).

Mas, em 2016, por 6 votos a 5, o Supremo decidiu que é possível a decretação da "execução provisória" da sentença – ou seja, a prisão – após condenação em segunda instância, mesmo que o réu ainda tenha condições de recorrer ao STJ e ao STF.

Para a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a preservação da decisão tomada pelo STF em 2016 é importante para combater a impunidade. Ela também defende que o habeas corpus é "incabível" por contrariar decisões liminares (provisórias) do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e do próprio STF, que já haviam negado o mesmo pedido. Com informações do G1.

Comentário

Página 1 de 16

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br
Lucas Bertoletti
Email: lucas@douranews.com.br

Rua Guaíra , 1917
Jardim Pancera – Toledo - PR
CEP 85902-192
Tel.: 45 3056-5758
E-mail: jornaldetoledo@gmail.com