Timber by EMSIEN-3 LTD
Quinta, 19 Julho 2018 10:57

Prefeitura prepara área para novo aterro sanitário de Toledo

Escrito por
Nova área do aterro sanitário passa por estudos da Secretaria de Meio Ambiente Nova área do aterro sanitário passa por estudos da Secretaria de Meio Ambiente Assessoria/Valderi Geovani

A Secretaria do Meio Ambiente de Toledo está finalizando os processos para a implementação de um novo aterro sanitário no município. A prefeitura já tem adquirida uma área de 49 hectares. A construção será anexo ao atual aterro. Os recursos financeiros são provenientes da Sema (Secretaria estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), com investrimentos da ordem de R$ 2,5 milhões por parte do Governo na primeira etapa.

Para início da construção do novo aterro, o projeto em fase de LI (Licença de Instalação) concluído pela Semana prevê o estudo arqueológico do local, para a verificação se existia algum vestígio de civilizações indígenas no espaço. O valor total a ser aplicado nesse empreendimento deve chegar a R$ 4,5 milhões, e os R$ 2 milhões restantes serão providos pelo município.

Segundo o secretário Neudi Mosconi, essa ação era o que faltava para a conclusão do projeto do aterro. “Não encontraram nenhum indício ou traço de civilização antiga na região onde será construído o aterro. E vale lembrar que todos os trâmites já estavam acertados, e este era o último processo para fecharmos o projeto”, disse.

Mosconi explica que a construção de um novo aterro sanitário é essencial para Toledo. “Temos a estimativa de que a partir dos primeiros meses de 2019 o atual não tenha mais condições de receber os resíduos. Ele já está praticamente em seu limite. Além disso, um projeto que está sendo encaminhado em paralelo é de um aterro de inertes. Com isso iremos suprir as necessidades de pequenos geradores que serão reaproveitados e classificados” finaliza.

Aterro de Inertes

Resíduos inertes, em suas maioria, são distribuídos em aterros sanitários ou reciclados. Podem ser classificados como madeiras não contaminadas, isopor, borrachas, latas de alumínio, vidros, entre outros. Estes materiais não poluem pois não alteram o solo ou a água da região.

Os resíduos inertes são classificados em duas classes. Na primeira, eles não apresentam perigo à sociedade. Sendo eles de inflamabilidade e toxicidade. Na segunda classe, não perigosos, estão divididos em não inertes que são aqueles que podem ter propriedades como combustibilidade, biodegradabilidade ou solubilidade em água. mas que não estão contaminados por resíduos de processo industrial.

Os inertes, não são solúveis, nem inflamáveis, e não sofrem qualquer tipo de reação física ou química. Além disso, não afetam outras substâncias que entram em contato com esse tipo de resíduo.

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br
(67) 99913-8196
Lucas Bertoletti
Email: lucas@douranews.com.br
(45) 99931-7131

Rua Guaíra , 1917
Jardim Pancera – Toledo - PR
CEP 85902-192
E-mail: jornaldetoledo@gmail.com