Timber by EMSIEN-3 LTD
Terça, 09 Janeiro 2018 09:35

Primeiro LIRAa do ano aponta 3,2% de infestação pelo Aedes aegypti Destaque

Escrito por Assessoria

A Coordenadoria de Controle e Combate às Endemias de Toledo divulgou nessa segunda-feira (08) o resultado do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa). O resultado da última amostragem, realizada na quinta-feira (04) e sexta-feira (05), apresentou 3,2% de presença de larvas do mosquito transmissor da Dengue, do Zika Vírus e da Chikungunya no município. Este é o índice geral de infestação do mosquito, resultado maior que o 1º LIRAa de 2017 que apresentou 1,94% de infestação.

O índice geral é preocupante. Para o Ministério da Saúde o ideal é que ele seja menor que 1%. Apesar do resultado não ser positivo, não foi nenhuma surpresa para a equipe de Endemias.

“Não estamos surpresos com os resultados. Ficamos quase três semanas sem poder fazer as visitas em função das condições do tempo e também do período de férias. Nessa época as pessoas ou estão viajando ou estão recebendo visitas e muitas vezes acabam deixando de lado os cuidados com os criadouros”, declarou o coordenador do Setor de Endemias, Selídio José Schmitt.

Ele lamenta sobre a falta de atenção de algumas pessoas, “já que a maioria são todos criadouros de fácil remoção, vasos de plantas, baldes, todos em lugares acessíveis que bastaria um pouco mais de atenção dos moradores. Apesar do índice ser maior do que o recomendado, percebemos facilmente que a maioria das localidades as pessoas estão mais atentas. Porém em algumas delas houve um pouco mais de descaso da população”, alertou o coordenador. Essa semana os agentes de endemias farão um mutirão nas localidades com maior incidência.

Índice por bairro

Ao todo, 1800 imóveis foram visitados um total de 72 localidades. Destas, 23 apresentam índices preocupantes. No Jardim Toledo II a infestação é de 20,8%; no Panorama I, 10%; América II e Fachini registraram 9,3%, seguidos do Paulista e Boa Esperança I com 9%; depois vem Santa Maria com 8,8%; Tocantins com 8,6%; Pioneira com 8,5%; Boa Esperança II com 7,8%; Coopagro 7,6%; São Francisco II com 7,3%; Croma 6,1%; Independência 5,8%; Panorama II, 5%; Santa Clara I, 4,1%; Rossoni II, 3,5%; Pinheirinho, 3,3%; Concórdia, 3,1%; Pancera, 3%; São Francisco I, 2,9%; no Centro o índice é de 2% e no Jardim Bressan é de 1,6%.

Bloqueio

Esse final de semana surgiu um caso suspeito de Dengue na região do Jardim Gisela. Um senhor estava em viagem para uma cidade do Mato Grosso, onde ficou durante uma semana. Ao retornar para casa apresentou os sintomas da doença. Nesta segunda-feira (08) encaminhou a coleta orientada pela Vigilância Epidemiológica para que possa ser realizada a análise.

Enquanto isso o Setor de Endemias providenciou o bloqueio da região. Um raio de 150 metros da residência foi visitado e será aplicado a Bomba Motorizada Costal com veneno para matar os mosquitos. “O objetivo é eliminar qualquer criadouro que tenha na região e eliminar os riscos de mais contaminações. Mesmo com as atividades do LIRAa, as demais demandas também são cumpridas”, reforçou Selídio.

Cuidados

Em 2017 não tivemos o mesmo ciclo de chuvas que tivemos no início deste ano. Os agentes sempre precisam lembrar os moradores sobre os cuidados necessários para não deixar água parada. “As pessoas tendem a esquecer dessas precauções. Como as epidemias acontecem de forma sazonal, ou seja, em ciclos, sempre é preciso manter os cuidados. Até porque, o mosquito Aedes não transmite só Dengue, também transmite a Chikungunya e o Zica vírus”.

Selídio fez um apelo para que as pessoas colaborem um pouco mais e evitem deixar água parada. “Até o mosquito comum, o pernilongo, pode ser evitado da mesma maneira”, lembra.

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br
Lucas Bertoletti
Email: lucas@douranews.com.br

Rua Guaíra , 1917
Jardim Pancera – Toledo - PR
CEP 85902-192
Tel.: 45 3056-5758
E-mail: jornaldetoledo@gmail.com